Acessibilidade 
Idioma Portuguese English Spanish

Atendimento Conta

(31) 3892-6500

Vazamentos e Plantão

(31) 3899-5600
Image

Notícias

No final da década de 90 o SAAE, em parceria com o Departamento de Engenharia Civil da UFV, elaboraram o Plano Diretor de Esgotos Sanitários do Município de Viçosa, visando trazer soluções para a coleta dos esgotos domésticos do município. As ações desse Plano foram efetivadas a partir de 1999, com o início da construção de interceptores às margens dos córregos São Bartolomeu e Conceição, por um período de 15 anos, com maioria de recursos próprios da autarquia. A partir de 2004, iniciou-se o planejamento para a construção da Estação de Tratamento de Esgotos da Barrinha. Em 2009 o SAAE foi contemplado com R$ 13.774.713,04, provenientes do Programa PAC 2 do antigo Ministério das Cidades e contaria, a princípio, com mais de R$10 milhões de reais de recursos próprios como contrapartida. Para o alcance deste recurso foi necessário a aprovação do projeto pela Caixa Econômica Federal, processo este que iniciou no ano de 2010 e possibilitou a licitação das obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário no ano de 2013. As obras da ETE começaram, de fato, no ano de 2014, com prazo previsto de finalização em 540 dias. No entanto, a construção foi paralisada no ano de 2015…
No final da década de 90 o SAAE, em parceria com o Departamento de Engenharia Civil da UFV, elaboraram o Plano Diretor de Esgotos Sanitários do Município de Viçosa, visando trazer soluções para a coleta dos esgotos domésticos do município. As ações desse Plano foram efetivadas a partir de 1999, com o início da construção de interceptores às margens dos córregos São Bartolomeu e Conceição, por um período de 15 anos, com maioria de recursos próprios da autarquia. A partir de 2004, iniciou-se o planejamento para a construção da Estação de Tratamento de Esgotos da Barrinha. Em 2009 o SAAE foi contemplado com R$ 13.774.713,04, provenientes do Programa PAC 2 do antigo Ministério das Cidades e contaria, a princípio, com mais de R$10 milhões de reais de recursos próprios como contrapartida. Para o alcance deste recurso foi necessário a aprovação do projeto pela Caixa Econômica Federal, processo este que iniciou no ano de 2010 e possibilitou a licitação das obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário no ano de 2013. As obras da ETE começaram, de fato, no ano de 2014, com prazo previsto de finalização em 540 dias. No entanto, a construção foi paralisada no ano de 2015…
O presente Edital tem como objeto a seleção de estagiário conforme a disponibilidade de vagas descritas no item VI deste edital, para atuação no Projeto Social de ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Viçosa e em demandas específicas da autarquia.
Uma das etapas cruciais para o pleno funcionamento da Estação de Tratamento de Esgoto de Viçosa, que está sendo construída ba Barrinha, pe a instalação de interceptores de esgoto nas margens dos córregos e ribeirões que recebem o esgotamento sanitário das residências de Viçosa.A prefeitura, através do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), iniciou, em 1992, a construção da rede interceptora de esgotos na cidade. O projeto consiste na colocação de tubulações ao longo do curso d’água visando coletar o esgoto sanitário doméstico das ruas e avenidas, para direcioná-lo até a Estação de Tratamento na Barrinha. Os interceptores começaram a ser instalados no ribeirão São Bartolomeu, iniciando nas Quatro Pilastras, na UFV, até ao bairro São José (Laranjal), perfazendo um total de cinco quilômetros de rede interceptora. A obra foi feita, também, no Córrego da Conceição, desde a rua das Estrelas até a travessa Purdue, no centro, onde foram construídos 2,5 quilômetros de interceptores. No Córrego das Coelhas foi feita a instalação de um quilômetro de interceptor de esgoto.Devido às ações do tempo, parte desses interceptores acabou sofrendo avarias, mas, agora, com a obra da ETE Viçosa quase concluída, o SAAE vem recuperando toda tubulação estraga e já projeta…
Desde 2007, a Lei nº 11.445 estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico, classificando como dever do estado a busca por formas de proporcionar a universalização do acesso ao saneamento, abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo dos resíduos sólidos, zelando pela saúde pública e pela proteção do meio ambiente. Porém, para muitos municípios brasileiros, esta ainda é uma realidade muito distante. De acordo com o Sistema Nacional de Informação sobre Saneamento (SNIS), cerca de 100 milhões de pessoas, ou 47% dos brasileiros, não possuem coleta de esgotos e apenas 46% dos esgotos passam por tratamento.Em decorrência à proliferação de vetores, às condições precárias das habitações e a inadequação dos sistemas e serviços de saneamento: abastecimento de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos e manejo de águas pluviais; a população está exposta às doenças relacionadas ao saneamento ambiental inadequado (DRSAIs), que constituem um conjunto de agravos transmissíveis à saúde. De acordo com o estudo Saneamento e Doenças de Veiculação Hídrica, do Instituto Trata Brasil, no ano de 2019 a falta de saneamento básico sobrecarregou o sistema de saúde com 273.403 internações e 2.734 mortes por doenças de veiculação hídrica, o…
Página 1 de 69

Atendimento

(31) 3892-6500
atendimento@saaevicosa.mg.gov.br

Administrativo

Rua do Pintinho, s/n, Bela Vista, Viçosa-MG. Telefone: 31 3899-5600

Atend. ao Público

Rua Dr. Horta, 75, Centro, Viçosa-MG. Seg. à Sex. das 08:00hs às 16:30hs